Por higiene.

Tem um sebo na cidade ao qual eu vou não só para comprar livros, mas também para passar o tempo conversando com o dono da livraria e a sua esposa. O costume começou há uns sete anos atrás, quando eu fazia aula de música bem ali em frente e tinha uma hora de intervalo para atravessar a avenida e ir pro inglês. Das aulas de música não me restaram quase nada, apenas a capacidade de localizar algumas notas em um piano, decifrar pouca coisa de uma partitura e a frustração de quem não deu pro ofício. O inglês até que está me servindo pra algo, mas a melhor parte veio, sem dúvidas, dos intervalos.

Numa dessas vezes, na qual saí de casa com despretenciosos dez reais, um senhor aleatório me viu observando as estantes e apontou pra mim A Idade da Razão. Ele me contou que, quando leu esse livro tinha a minha idade, uns 17 anos, e Sartre mudou a vida dele pra sempre. Julguei ser esse o tipo de argumento que justifica a tentativa e então me despreendi dos dez reais que iam pra janta. Queria saber o quão o filósofo francês poderia mudar a minha vida também.

Cheguei em casa, li as trezentas e tantas páginas avidamente e não senti a mudança, nem um pouquinho. Numa atitude infantil de quem toma partido, acabei decidindo que preferia Camus e desde então não ouvi mais falar do vesguinho.

Mas isso não é completamente verdade. Apesar de a história não ter me comovido como um todo, uma frase apenas, solta das outras páginas, sempre me vem à mente.

“Escritores de domingo! Pequenos burgueses que escreviam anualmente um conto, ou cinco ou seis poemas, para pôr um pouco de ideal na vida. Por higiene.” – Jean-Paul Sartre

No rodapé, eu escrevi “Sente uma identificação?”. Parece pouco, mas me inquieta o suficiente para fazer o livro todo ter valido à pena. É, talvez Sartre tenha conseguido algo de mim também.

Postado convenientemente num domingo.

Anúncios

4 comentários em “Por higiene.

  1. Nunca reparei direito naquela aba no final do painel do wordpress onde aparecem os posts mais recentes e os mais legais. Acabei de descobrir seu blog e achei bacana. Começarei a acompanhar.

  2. Você me mostrou esse trecho do Sartre há uns anos atrás, não foi? Ou eu sonhei isso? E, btw, adorei o texto : )

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s