Quase.

Outro dia, pulando de link em link pela internet, encontrei este blog no qual a artista pedia para as pessoas contarem suas histórias de quase amor e depois as transformava em bonitas ilustrações em aquarela, como num anúncio de “procura-se”, só que com vida. Eram sempre pequenos relatos de pequenos encontros que não deram em nada e provavelmente nunca darão.

As pessoas ali contavam como aconteceram aqueles sorrisos desajeitados num metrô, o encontrão numa esquina ou as desviadas de olhar. Contavam sobre a hesitação de quem não podia hesitar e que resultou num instante único irrepetível. Uma brevidade que a memória se encarregou de tornar perene sem a necessidade de consequências.

De todas, a minha preferida é esta:

 

You were wearing an average office suit with an admirably messy haircut. I was the girl with brown curly hair and a blouse with horses on it. We did that awkward back-and-forth shuffle of two strangers trying to pass each other on the street; then you grabbed me and gently swirled me in a mini waltz in the middle of the lunchtime shoppers and angry passersby. I would understand that moment if it happened now – two people sharing a delicate second in a day that hadn’t gone to plan. But no, when it happened I was in my awkward early-twenties, so I just frowned, trudged away and hoped no one had noticed. Thanks for making my day.

Lembra-me até daquela história do garoto novaiorquino que se apaixonou por uma menina no metrô, mas não teve coragem de abordá-la e por isso foi obrigado pelo questionamento do “e se?” a fazer um site só para encontrá-la. Ele enfim a encontrou e calou-se para o mundo sobre o resto de sua história.

Mas o que falta aí é a beleza do não realizado. Há definitivamente algo no quase que o torna mais interessante que qualquer conquista. Ou quase sempre é assim.

Anúncios

3 comentários em “Quase.

  1. “But no, when it happened I was in my awkward early-twenties, so I just frowned, trudged away and hoped no one had noticed” (me identifiquei horrores com esse trecho).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s